Como Reparar/Corrigir Tabelas de Partições do Disco Rígido no Windows

manuviraj
Escrito por
Aprovado por
27

reparar tabela de partição windows 10Você inicia o seu PC e de repente, se depara com a mensagem “tabela de partição inválida” ou “tabela de partição ausente”. É natural entrar em pânico e presumir que você perdeu definitivamente o acesso aos seus dados. Fique tranquilo, esse não é o caso. Há várias maneiras de você reparar a tabela de partição no HDD ou SSD do seu PC. Vamos analisar em profundidade esses métodos nas seções abaixo.

O que é uma Tabela de Partição

A tabela de partições (ou mapa de partição) de um HDD ou SSD, define como o disco está particionado. Ela contém as informações necessárias que permitem ao seu OS saber qual é a partição de boot. As duas tabelas de partições mais comumente usadas no Windows são Master Boot Record (MBR) e GUID Partition Table (GPT).

MBR é um esquema de partição mais antigo, usado principalmente em computadores mais velhos (antes de 2015). Nele, o primeiro setor do disco armazena os dados da partição. Cada entrada de partição constitui 16 bytes, com um tamanho máximo suportado de 64 bytes. Portanto, a tabela de partição MBR suporta no máximo 4 partições. O tamanho máximo da partição de cada uma é de 2 TB.

A Tabela de Partição GUID (GPT) foi desenvolvida para superar as limitações do MBR, além de fazer parte da Interface de Firmware Extensível Unificada (UEFI) da Intel – a substituta para o antigo BIOS de PC. A maioria dos computadores modernos utiliza GPT. Para o usuário médio, a GPT apresenta três vantagens principais sobre o MBR:

  1. Ele suporta até 128 partições.
  2. O tamanho máximo de partição suportado é de 18 Exabytes (EB).
  3. GPT contém uma tabela de partições de backup para melhor proteção e integridade dos dados.

O Que Significa Tabela de Partição Inválida?

Se você encontrar o erro de tabela de partição inválida, significa que o seu sistema não consegue localizar a partição que contém os dados de inicialização. Pode haver várias razões para isso, sendo a maioria delas facilmente solucionável. Use a tabela abaixo como um guia:

Motivo

Descrição

⛓️ Sequência de inicialização incorreta A sequência de inicialização determina qual disco de armazenamento o seu sistema verificará pelos arquivos de inicialização do SO. Se configurada incorretamente, o PC verificará o disco de armazenamento errado pelo SO e, consequentemente, retornará o erro de tabela de partições inválida quando não conseguir localizar a partição de inicialização naquele disco. A sequência de inicialização pode ser alterada nas configurações do BIOS/UEFI.
💿 Setores defeituosos Setores defeituosos são áreas de um disco ilegíveis/irregraváveis. Eles podem se desenvolver devido a várias razões, incluindo desgaste normal. Se o setor de inicialização desenvolver um setor defeituoso, o PC retornará o erro de tabela de partições inválida.
🦠 Tabela de partições danificada Há uma miríade de fatores que podem causar danos à tabela de partições. Vírus de computador, corrupção de dados, cortes e surtos de energia podem danificar a integridade dos seus dados e da tabela de partições, tornando-a ilegível.
⚙️ Windows OS mal configurado Se você mexeu nas configurações ou na sequência de inicialização do Windows, isso pode resultar em um erro de tabela de partições inválida.
✅ Duas ou mais partições estão marcadas como ativas A partição Ativa no seu computador é aquela que contém o SO e os arquivos de inicialização do Windows. Se várias partições forem marcadas como ativas, o Windows não iniciará e você receberá o erro de tabela de partições inválida.
💻 Um BIOS desatualizado Uma placa-mãe com drivers de BIOS desatualizados pode ser incapaz de localizar o setor de inicialização do seu disco.

Como Recuperar Dados de um Disco com uma Tabela de Partição Inválida

Corrigir uma tabela de partições pode ocasionalmente causar a perda de dados, dependendo do que causou o erro e do método utilizado para corrigi-lo. É por isso que é uma boa ideia recuperar todos os seus dados antes de prosseguir para reparar a tabela de partições. A única maneira de realizar a recuperação de dados DIY é usar uma ferramenta de recuperação de dados.

Para realizar a recuperação de dados em um disco que exiba a mensagem de tabela de partições inválida na inicialização, você precisará conectá-lo a outro PC funcional. Você pode conectar o disco diretamente usando seu cabo SATA, ou usar um gabinete para discos para realizar a recuperação de partições nele como um drive externo.

Em nosso tutorial, usaremos o Disk Drill, principalmente devido à sua facilidade de uso e funcionalidade incomparável. Ele reconhece mais de 400 formatos de arquivos, todos os sistemas de arquivos comuns em diferentes sistemas operacionais e funciona com unidades mesmo que estejam corrompidas. Você pode aproveitar a versão de avaliação gratuita do Disk Drill, que permite recuperar até 500 MB de arquivos gratuitamente.

Veja como você pode restaurar dados de um disco com o arquivo mestre corrompido, usando o Disk Drill:

  1. Baixe o Disk Drill e instale-o em um disco separado.
  2. Abrir o Disk Drill, selecionar o disco que tinha a tabela de partição inválida e clicar em Procurar por dados perdidos.Procurar por dados perdidos no Disk Drill.
  3. Clique em Analisar itens encontrados para ver os dados recuperáveis que o Disk Drill encontrou. Para filtrar os resultados, você pode clicar diretamente no tipo de arquivo relevante–Imagens, Áudio, Vídeos, Documentos, Arquivos, e Outros.Opção de análise de itens encontrados no Disk Drill.
  4. Expanda a seção Existente para visualizar os arquivos que já estão em seu disco, ou a seção Apagados ou perdidos para ver arquivos que foram deletados anteriormente.Seções de recuperação de dados no Disk Drill.
  5. Utilize as caixas de seleção para escolher os arquivos necessários. O Disk Drill exibe uma prévia do arquivo atualmente selecionado. Você também pode clicar no ícone de olho ao lado do nome do arquivo para solicitar manualmente que o Disk Drill exiba uma prévia. Clique em Recuperar após confirmar a sua seleção.Lista de arquivos recuperáveis no Disk Drill.
  6. Escolha um destino de recuperação para seus arquivos. Clique em Próximo.Solicitação de destino de recuperação no Disk Drill.
  7. O Disk Drill irá recuperar seus arquivos.

Como Reparar Tabelas de Partição no Windows

Uma vez que seu PC não inicializa com uma tabela de partições inválida, você precisará criar um drive USB inicializável usando a mídia de instalação do Windows para aplicar essas correções. Após ter criado a mídia de instalação, você pode usá-la para acessar o Ambiente de Recuperação do Windows (WinRE) e corrigir o erro da tabela de partições inválida.

Para algumas correções, você precisará criar um USB Windows To Go usando uma ferramenta como o RUFUS.

Depois de fazer isso, veja como você pode corrigir o problema da tabela de partição inválida no seu computador:

Método 1: Restaurar o Windows para um Estado Anterior Usando a Restauração do Sistema

O recurso de Restauração do Sistema no Windows é uma dádiva se você deseja restaurar a tabela de partições. Ele retornará seu PC para um estado anterior, um em que o sistema estava configurado corretamente. No entanto, o recurso deveria ter sido ativado com um ponto de restauração que foi criado antes do Windows ser configurado incorretamente.

Veja como usar o Restauro do Sistema do Windows para reparar a tabela de partições no seu PC:

  1. Conecte o USB de instalação do Windows ao seu PC.
  2. Na tela de instalação do Windows, selecione Reparar este PC para entrar no Ambiente de Recuperação do Windows (WinRE).
  3. Agora, vá até Solução de Problemas > Opções avançadas > Restauração do Sistema.
  4. Clique em Próximo na tela de boas-vindas da Restauração do Sistema.Boas-vindas da Restauração do Sistema.
  5. Selecione um ponto de restauração do sistema nesta tela e clique em Próximo.Ponto de restauração.
  6. Verifique todos os detalhes e clique em Concluir.Concluir Restauração do Sistema.

Método 2: Definir Outras Partições Primárias como Inativas

A utilidade de linha de comando diskpart no Windows pode ajudá-lo a marcar partições, além daquela que contém o Windows, como inativas. Isso corrigirá o erro de tabela de partições inválida se ele foi causado devido a múltiplas partições primárias ativas.

Veja como fazer isso:

  1. Entre no Ambiente de Recuperação do Windows (WinRE).
  2. Vá para Solução de Problemas > Opções Avançadas > Prompt de Comando.
  3. Digite diskpart no console.Comando Diskpart.
  4. Digite list disk e pressione Enter.Comando list disk.
  5. Selecione o disco que contém o sistema operacional Windows. Você pode fazer isso utilizando o comando select disk x. Substitua x pelo número do disco correspondente. Por exemplo, select disk 0.Comando select disk.
  6. Digite list partition e pressione Enter.Comando list partition.
  7. Agora, procure pelas partições com o rótulo “Primary”. Selecione a que não contém o Windows. Digite select partition x e pressione Enter. Novamente, substitua x pelo número da partição.Comando select partition.
  8. Finalmente, digite inactive e pressione Enter.Comando inactive.
  9. Repita os passos para marcar todas as outras partições, exceto a que contém o SO, como inativas.

Método 3: Alterar a Sequência de Boot

Se houver múltiplos discos conectados ao seu PC, aquele que contém o Windows deve estar no topo da sequência de inicialização. Você pode alterar a sequência de inicialização nas configurações da BIOS ou UEFI do seu PC.

Os passos exatos podem variar entre os fabricantes, mas devem parecer algo assim:

  1. Inicie o seu PC e pressione a tecla de função relevante ou combinação para entrar no menu BIOS. Consulte o manual do usuário da sua placa-mãe ou simplesmente faça uma pesquisa no Google para descobrir a tecla exata que você precisa pressionar.
  2. Vá até o menu Boot no BIOS e procure pela configuração de ordem de inicialização.
  3. Ajuste a ordem de inicialização para que o disco contendo o Windows esteja listado em primeiro lugar.
  4. Salve as configurações e saia.
  5. Reinicie o seu PC.

Método 4: Reparar Tabela de Partição Usando CMD

O Windows possui alguns comandos que podem detectar corrupção e realizar o reparo da tabela de partições. Você precisa executar esses comandos dentro do Prompt de Comando. Você também pode executar o comando CHKDSK para detectar e corrigir setores defeituosos no seu disco.

Use CHKDSK para Escanear e Corrigir Setores Defeituosos

  1. Abra o Prompt de Comando no Ambiente de Recuperação do Windows (WinRE).
  2. Digite chkdsk C: /f /r e pressione Enter.use chkdsk do modo de recuperação
  3. O escaneamento CHKDSK começará.

Use o Bootrec para Corrigir a Tabela de Partições

  1. Abra o Prompt de Comando no Ambiente de Recuperação do Windows (WinRE). Você pode fazer isso usando Solução de Problemas > Opções avançadas > Prompt de Comando.
  2. Se você está usando o esquema de particionamento MBR, digite bootrec /fixmbr e pressione Enter. Para discos baseados em GPT, digite bootrec /fixboot e pressione Enter.use bootrec /fixmbr

Método 5: Corrigir a Tabela de Partições com o Gerenciamento de Disco do Windows

Utilize este método para unidades que não contêm o sistema operacional principal do seu computador ou se você conectou a unidade a outro computador. Este método envolve excluir o volume problemático e então criar um novo.

Você perderá seus dados, portanto, certifique-se de recuperá-los antecipadamente.

Veja como você pode fazer isso:

  1. No Pesquisar do Windows (Tecla Windows + S), digite “gerenciamento de disco”. Clique em Criar e formatar partições do disco rígido nos resultados da pesquisa.
  2. Clique com o botão direito do mouse na unidade que está mostrando a mensagem de tabela de partição inválida e clique em Excluir volume. Pressione Sim em qualquer solicitação de confirmação.Excluir volume Gerenciamento de Disco.
  3. O espaço que o volume ocupava aparecerá como não alocado. Clique com o botão direito do mouse no espaço não alocado e escolha Novo Volume Simples.Novo volume simples Gerenciamento de Disco.
  4. Siga os passos no assistente de Novo Volume Simples para criar um novo volume com uma tabela de partição nova.

Como Corrigir o Erro de Tabela de Partição Inválida Durante/Após a Instalação do Windows

Enquanto discos GPT não bootáveis podem ser reconhecidos por um BIOS legado, o uso de discos GPT de boot exigirá que você utilize UEFI. Você encontrará o erro de tabela de partições inválida se tentar usar um disco GPT de boot com o BIOS legado ou usar um disco MBR com UEFI. A maioria das placas-mãe permite alternar entre os modos BIOS legado e UEFI para facilitar uma maior compatibilidade tanto com discos MBR quanto com discos GPT.

Drivers de BIOS desatualizados também podem resultar no erro de tabela de partição inválida. Nas seções abaixo, mostraremos como alternar entre os modos BIOS legado e UEFI, e como atualizar seus drivers de BIOS.

Alternar Entre os Modos BIOS Legado e UEFI

Dependendo do fabricante da placa-mãe, o processo exato para alternar entre os modos BIOS legado e UEFI será diferente. Mas deve ser algo parecido com isto.

  1. Entre no menu BIOS/UEFI da placa-mãe pressionando a tecla relevante assim que o logo do fabricante aparecer. Geralmente, é uma das teclas de função.
  2. Entre no menu Boot.
  3. Use as teclas mencionadas na tela para alternar entre BIOS e UEFI no campo Modo de Boot. Mude para BIOS se pretende usar um disco MBR, e UEFI se deseja usar o esquema de partição GPT.
  4. Salve as configurações e saia.

Baixe e Instale o BIOS de um Drive USB Bootável

Para atualizar a BIOS em um sistema que não consegue localizar a tabela de partição ou exibe o erro de tabela de partição inválida, você precisará atualizar a BIOS usando um drive USB bootável. Veja como isso é feito:

  1. Conecte um pendrive a um computador em funcionamento.
  2. Baixe a atualização mais recente da BIOS para a placa-mãe do PC que está apresentando o erro de tabela de partição inválida.
  3. Copie o arquivo de atualização da BIOS para o pendrive. Recomendamos que você não armazene outros arquivos no pendrive. Anote exatamente o nome do arquivo e a extensão da atualização da BIOS.
  4. Conecte o pendrive ao PC com a tabela de partição inválida e entre no menu da BIOS.
  5. Vá para as opções de Boot e selecione o drive USB.
  6. A maioria das placas-mãe detectará a atualização automaticamente. Outras exibirão uma janela do Prompt de Comando. Neste caso, digite o nome exato do arquivo de atualização da BIOS junto com a extensão e pressione Enter.
  7. Siga os passos relevantes na sua placa-mãe para aplicar a atualização da BIOS.

Reconstruir Tabela de Partições de MBR para GPT

A ferramenta diskpart permite que você converta um disco MBR em GPT, mas ela apaga seus dados no processo. Isso é útil quando você quer usar UEFI e tirar vantagem da tabela de partições GPT. Certifique-se de recuperar seus dados primeiro.

Veja como você pode restaurar uma tabela de partições e convertê-la para GPT usando diskpart:

  1. Entre no Ambiente de Recuperação do Windows (WinRE) e abra o Prompt de Comando (Solução de Problemas > Opções Avançadas > Prompt de Comando).
  2. Digite diskpart e pressione Enter.Comando Diskpart.
  3. Digite list disk e pressione Enter.Comando list disk.
  4. Digite select disk x e pressione Enter. Substitua x pelo número do disco do drive que deseja converter para GPT.Comando select disk.
  5. Digite clean e pressione Enter.Comando clean.
  6. Finalmente, digite convert GPT e pressione Enter para converter o disco para GPT.Comando convert GPT.

Reconstruir Tabela de Partições Sem Perder Dados

O Windows 10 e 11 permitem que você converta um disco MBR para GPT, sem perder dados. No entanto, o disco deve atender estes pré-requisitos para que esta solução funcione.

Se o seu disco atender aos critérios, veja como você pode convertê-lo para GPT:

  1. Inicie o seu computador no Ambiente de Recuperação do Windows (WinRE) e abra o Prompt de Comando (Solução de Problemas > Opções Avançadas > Prompt de Comando).
  2. Digite MBR2GPT /validate e pressione Enter.
  3. Agora, para realizar a conversão, digite MBR2GPT /convert /disk x. Substitua x pelo número do disco que deseja converter para GPT. Se houver apenas um disco conectado ao seu PC, este será 0.

Conclusão

Os métodos acima explicam como você pode reparar a tabela de partições do seu disco rígido sem perder dados. Tais erros geralmente ocorrem de maneiras inesperadas e a melhor forma de se proteger é ter um cronograma regular de backup. Isso garante que você não precise baixar programas de terceiros para recuperar seus dados, permitindo que você resolva o problema sem o estresse adicional de perda de dados.

Perguntas Frequentes:

Há grandes chances de que, se você está usando um sistema com componentes de meados da década de 2010 para frente, seu disco use a tabela de partição GPT. Para saber com certeza, você precisa abrir Gerenciamento de Disco, clicar com o botão direito no disco, escolher Propriedades, e verificar a entrada no campo Estilo de Partição sob a aba Volumes.
Dependendo do que danificou a tabela de partições, você precisará usar um destes métodos para repará-la:
  • Use a Restauração do Sistema do Windows.
  • Repare a tabela de partições usando a ferramenta Bootrec.
  • Use o Gerenciamento de Disco para reparar a tabela de partições.
  • Reconstrua e converta a tabela de partições para GPT usando diskpart ou as ferramentas MBR2GPT.
Existem duas maneiras de reconstruir uma tabela de partições sem perder dados:
  1. Use a ferramenta Bootrec para corrigir a tabela de partições.
  2. Use a ferramenta MBR2GPT para recuperar e converter a tabela de partições para GPT no Windows 10 e 11.
Alternativamente, você pode primeiro recuperar seus dados usando um programa de recuperação de dados, e então usar o método de sua escolha para reconstruir a tabela de partições.
Algumas razões comuns para corrupção da tabela de partições incluem:
  • Malware.
  • Cortes súbitos de energia ou picos de tensão.
  • Sistema Operacional Windows mal configurado.
  • Setores defeituosos no disco.
manuviraj
Manuviraj Godara é um redator profissional com mais de 4 anos de experiência no ramo. Sua fascinação e experiência constantemente crescentes pela tecnologia o impulsionam a criar conteúdo relacionado à recuperação de dados e tecnologia para consumidores.
Aprovado por
12 anos de experiência em desenvolvimento de software, administração de banco de dados e reparo de hardware.
0 COMMENTS
This field is required
This field is required
We respect your privacy; your email address will not be published.

We respect your privacy; your email address will not be published.

You have entered an incorrect email address!
This field is required